Impetigo contagioso infantil.

Impetigo contagioso infantil.

0 Comentário
Destaque

Streptococcus saiba o que é.

Streptococcus é uma infecção bacteriana muito comum em crianças por terem menor resistência na pele, essa bactéria se manifesta sobre a camada  superficial da pele, a derme, causada pela bactéria chamada  o Staphylococcus aureus, o Streptococcus pyogenes.

Sendo comum entre crianças de 2 e 6 anos de idade, a infecção é contagiosa, e se espalha não só para outras pessoas, como também para outras partes do corpo da própria criança.

Impetigo

As bactérias fazem parte de nossas vidas, e estão presente em nossa flora bucal, e pode ser transmitida através de um simples beijo, ou através de compartilhamento de talheres.Também esta presente em nossa pele, intestino e trato respiratório.

Essas bactérias são facilmente eliminadas com uso de detergentes para assepsia, Mais podem resistir muito bem diante de uma desidratação.

Saiba os Sintomas

  • – Pústulas que coçam, preenchidas com um líquido amarelado
  • – Vazamento de pus e formação de crostas
  • – Erupções cutâneas que pode começar com um único ponto, mas espalhar-se para outras áreas conforme a pessoa coça
  • – Lesões de pele no rosto, lábios, braços ou pernas, que se espalham para outras áreas do corpo

Contagio impetigo

O contagio se da pelo contato direto, principalmente por meios de lesões cutâneas como : picadas de inseto, arranhões ou cortes preexistentes nessa região.

Formam pequenas bolhas que após romperem-se formam crostas.

Tratamento Impetigo

Recomenda-se que o tratamento seja iniciado em até 48 hs após o aparecimento dos sintomas.Caso não seja tratado isso evoluirá para um caso mais grave, como: febre reumática, varicela, ou até se espalhar em outros órgãos, além da possibilidade de causar manchas nas regiões afetadas.

O tratamento pode ser feito a base de antibióticos e pomadas recomendados pelo médico. È importante tomar os antibióticos até o fim do prazo recomendado pelo médico mesmo já tenham sacado as feridas para que não haja resistência da bactéria.

Aconselha-se ferver a roupa da criança afetada, e evitar que ela ou qualquer outra pessoa manipule as feridas, essas medidas são importantes para que não haja contaminação de outras regiões do corpo ou de outro indivíduo.

Bons hábitos de higiene como lavar as mãos com frequência, é importante também evitar o uso de tolhas e roupas de diferentes pessoas.

Tags:, , ,

Deixe seu Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *