Broncoespasmo diagnóstico e tratamento

Broncoespasmo diagnóstico e tratamento

0 Comentário
Doença do Pulmão

O que é broncoespasmo
Mais conhecido como chiado no peito Broncoespasmo é uma contração anormal do músculo liso dos brônquios, resultando num estreitamento agudo e obstrução das vias aéreas respiratórias. A tosse com chiado generalizada geralmente indica esta condição.
Broncoespasmo é uma característica principal da asma e bronquite.

Descrição do broncoespasmo
Broncoespasmo – é um estreitamento temporário dos brônquios (vias aéreas em pulmões) causado por contração de músculos nas paredes do pulmão, por inflamação da mucosa pulmonar, ou por uma combinação de ambos.
Esta contração e o relaxamento é controlado pelo sistema nervoso autônomo. A contração pode também ser causada pela libertação de substâncias durante uma reação alérgica.
A causa mais comum do broncoespasmo na asma, embora outras causas incluem a infecção respiratória, doença pulmonar crônica (incluindo enfisema e a bronquite crônica), choque anafilático, uma reação alérgica ou de produtos químicos.
O músculo brônquico entra em um estado de contração apertado (broncoespasmo), que reduz o diâmetro do brônquio. A mucosa inflamada se torna inchada e reduz ainda mais o diâmetro brônquico.
Além disso, glândulas brônquicas produzem quantidades excessivas de muco muito pegajoso que é difícil de tossir e que podem formar tampões no brônquio, obstruindo ainda mais o fluxo de ar.
Quando os brônquios ficam obstruídos, é necessário mais pressão para empurrar o ar através deles, a fim de cumprir a exigência do corpo de oxigênio. Isso requer mais esforço muscular,o broncoespasmo requer mais esforço do que a respiração normal.
As quantidades excessivas de muco pegajoso pegaram nos brônquios são altamente irritante e muitas vezes provocam tosse.

bronquios

Causas do broncoespasmo
A irritabilidade brônquica excessiva é a raiz da asma, ataques de asma em crianças pode ser causada por uma série de fatores como:
- Alergia: quando as matérias estranhas, tais como bactérias, vírus ou substâncias tóxicas entram no corpo, uma das defesas naturais é a formação de anticorpos – moléculas que combinam com as substâncias estranhas, de modo a torná-los inofensivos. Este processo é chamado de imunidade. Crianças alérgicas formam anticorpos protetores, assim como fazem as crianças normais. No entanto, a criança alérgica formam outros tipos de anticorpos – o qual, ao invés de ser de proteção, pode na verdade causar danos.
Os que comumente causam problemas são pêlos de animais, pólen, poeira, mofo e alimentos. A inalação de um alérgeno desencadeia broncoespasmo.
- Exercício: este é um problema muito comum para crianças asmáticas. Isto pode assumir a forma de sibilância óbvia após o exercício, ou simplesmente tossindo.
- Emoções: estresse psicológico pode desencadear sintomas, mas a asma não é uma doença psicossomática.
- Superior infecções respiratórias: quando uma criança asmática tem uma infecção respiratória superior, a asma pode ser desencadeada, infecções respiratórias virais podem provocar e alterar as respostas asmáticas.As doenças respiratórias virais podem produzir os seus efeitos por causar dano epitelial, a produção de anticorpos específicos Imunoglobulina E (IgE) dirigidos contra antigênios virais respiratórias e aumentar a libertação de mediador. Os antibióticos não são geralmente útieis – tanto em esclarecer a infecção ou na prevenção de broncoespasmo. O melhor tratamento de um resfriado é a prevenção através da lavagem das mãos frequente.
– Irritantes: existe uma grande variedade de substâncias que irritam o nariz, garganta ou brônquios. O fumo do cigarro é um dos mais comuns, mas pó, pulverizadores de aerossóis, odores fortes e pode servir como irritantes.

Sintomas do broncoespasmo
A tosse é um dos sintomas que mais se manifestam em crianças asmáticas, especialmente crianças e lactentes. Chiado e aperto no peito também são muito comuns.

Diagnóstico do broncoespasmo
O diagnóstico é baseado no exame clínico no qual respiração é constatada ofegante, o fluxo de ar pobre e sinais generalizados de um ataque de asma pode ser encontrado na radiografia de tórax onde pode mostrar pouca ou nenhuma mudança do normal.

broncoespasmo

Tratamento para broncoespasmo
O tratamento para o broncoespasmo em casos leves podem ser feitos com broncodilatadores que tem ação de alivio rápido, estes medicamentos podem ser administrados por aerossol ou por nebulização.
Quando o caso é mais grave ou bastante extenso, faz-se também o uso de corticoides. Estes são administrados via intravenosa ou via oral. Além do uso de medicamentos, para que o tratamento seja efetivo o tabaco deve ser cortado, assim como a exposição a fatores de risco deve ser controlada. Casos de broncoespasmos fatais são raros. O paciente deve ser monitorado até que os sintomas diminuam consideravelmente ou sumam. A qualidade de vida pode melhorar muito com o uso dos broncodilatadores, portanto, não deixe de buscar por ajuda para receber o tratamento mais adequado.
A grande maioria das complicações pode ser controlada quando precocemente diagnostica. Realize exames de rotina e visite periodicamente um médico. Desta forma seu corpo estará sempre monitorado e a sua saúde protegida de agressões diversas.

Tags:, ,

Deixe seu Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *