Sangramento de escape (Spotting)

Sangramento de escape (Spotting)

0 Comentário
Gestação

No início da gravidez é bastante comum ter um leve sangramento, isso acontece em cerca de 20 por cento das gestações.
Todo tipo de sangramento deve ser informada a seu médico.

Sangramento Vaginal, o que fazer?
Caso você note em sua calcinha um pouco de sangue de cor amarronzado como se fosse fim de menstruação, você deverá ser examinada para descartar qualquer suspeita de aborto ou outras complicações e garantir a saúde do bebê.
Somente o profissional da saúde poderá determinar se tudo esta bem, fazendo exames como ultrassom e exame de toque para verificar se há dilatação no colo do útero.
Caso você esteja com um sangramento forte, se sentindo mal ou com dor, vá para o pronto-socorro imediatamente.

Ter sangramento no início da gravidez é normal?
O sangramento no início da gravidez embora não seja norma é bastante comum e muito frequente nos 3 primeiros meses da gravidez e causado por algo sem importância.

Causas do sangramento vaginal

sangramento

São várias as causas:
Nidação: Conforme o óvulo fertilizado adere à parede do útero, pode haver um sangramento de implantação, que normalmente é leve e dura um ou dois dias. Às vezes esse sangramento acontece antes mesmo de a mulher confirmar a gravidez.
Sexo na gravidez: o fluxo de sangue para a vagina e para o colo do útero aumenta, e pequenos vasos podem romper após uma relação sexual ou esforço físico maior, sem risco para o bebê.
Ultrassom transvaginal ou exame de toque: Também por causa do aumento da circulação de sangue na vagina e no colo do útero, pode haver um pequeno sangramento depois de um exame mais invasivo. Normalmente não é nada grave.
Reprodução assistida: Mulheres que se submeteram a técnicas de reprodução assistida como a FIV (fertilização in vitro) estão mais sujeitas a pequenos sangramentos no início da gravidez, em especial quando um dos embriões implantados não vinga.
Medicamentos anticoagulantes: Em alguns casos de mulheres com risco de aborto espontâneo os médicos receitam remédios como a heparina ou a aspirina, que favorecem a ocorrência de pequenos sangramentos.
Miomas ou pólipos: Pólipos são pequenas protuberâncias que nascem no útero ou no colo do útero, e podem sangrar, mas são inofensivos. Já os miomas são tumores benignos dentro do útero. Se a placenta se fixar perto de um mioma, pode haver sangramento.
Infecção na vagina ou no colo do útero: O médico vai avaliar com exames se existe infecção e receitar medicamentos para combatê-la.
Sangramento de escape: Em alguns casos, os hormônios fazem com que haja um pouco de sangramento na mesma época em que você estaria menstruando se não estivesse grávida. Esse tipo de sangramento é um dos motivos para algumas mulheres só descobrirem mais tarde que estão grávidas.
Início do trabalho de parto: Se você está grávida de mais de 37 semanas, a presença de um “sinal” de sangue na calcinha pode ser indicação de que o trabalho de parto está próximo. Mas não precisa sair correndo para o hospital, a não ser que tenha sangramento em grande quantidade. Continue observando seu corpo.

O sangramento indica algum risco?
Na maioria das vezes o sangramento não indica problemas sérios para o bebe, mas existem casos que o sintoma indica que o sintoma pode ser mais grave como:
Hematoma intra-uterino – É quando uma bolsa de sangue se forma no útero. O médico vai acompanhar a gestação com mais cuidado e pode recomendar repouso.
Ameaça de aborto espontâneo – A ameaça de aborto espontâneo é mais grave se o sangue for vermelho e se vier junto com cólicas ou dor forte.

dor abdominal na gravidez

Esses também podem ser os sintomas de gravidez ectópica ou de uma gravidez molar. Procure atendimento médico.
Problemas com a placenta – Qualquer sangramento depois de 20 semanas de gravidez pode indicar descolamento de placenta ou placenta prévia (quando a placenta fica perto da abertura do colo do útero).
Ameaça de parto prematuro – Um sangramento a partir do segundo trimestre pode indicar algum problema que leve a perdas tardias, como a insuficiência do colo uterino, ou ao parto prematuro.

Tratamento recomendado para sangramento na gravidez
Não há tratamento específico pra o sangramento na gravidez, o que o médico pode recomendar é bastante repouso ou indicar reforços hormonais.
Caso seu sangue seja fator Rh negativo, o médico provavelmente vai receitar uma vacina para o caso de o bebê ser Rh positivo, como precaução.

Tags:, ,

Deixe seu Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *