Mastite – Tipos, Sintomas e Tratamento

Mastite – Tipos, Sintomas e Tratamento

0 Comentário
Doenças, Saúde, Saúde Feminina, Sintomas

Mastite é inflamação nas mamas que pode ocorrer em qualquer fase da amamentação ou enquanto houver a produção de leite, é uma infecção muito comum, porém pode se tornar mais grave impedindo que a amamentação ocorra.

mastite

Tipos de mastite

Há dois tipos de mastite a perperal e a não-puerperal veja a diferença:

  • – Mastite Puerperal – é quando ocorre a obstrução do canal por onde passa o leite, ou seja, quando há o impedimento do leite pelos ductos mamários, podendo causar dor e febre. Durante a amamentação nota-se rachaduras nos mamilos o que facilita a aumenta a probabilidade de infecção por bactérias, sendo necessário fazer uso de antibióticos.
  • – Mastite não-puerperal – é quando a inflamação não é causada por bactérias, neste caso pode se tornar crônica sendo necessária a realização de cirurgia com emergência, porém na maior parte dos casos o tratamento é feito a base de antibióticos.

Causas da mastite

A infecção ocorre no período de amamentação ou pode ocorrer em qualquer fase da vida da mulher devido a pequenas feridas no mamilo ou por piercings, essas feridas causam a infecção por bactérias que se instalam na mama causando a infecção mamária.

Sintomas de mastite

Entre os sintomas estão:

  • – Febre alta
  • – Calafrios
  • – Inchaço
  • – Vermelhidão
  • – Dor nas mamas
  • – Leite empedrado

Mulheres com mastite podem sentir mal estar e desconforto durante a amamentação, pois algumas param de amamentar por ser forte os sintomas da infecção.

Diagnóstico de mastite

O diagnóstico é feito através dos sintomas que a infecção apresenta, mas o médico poderá solicitar que seja feita uma análise na amostra do leite, em casos mais graves poderá ser solicitada a mamografia ou biópsia da mama afetada.

Tratamento de mastite

O tratamento é feito a base de antibióticos entre os mais usados estão a penicilina ou cefalosporina, como dicloxacilina, cefalexina ou cefradina.

O tratamento pode ser feito no prazo de 7 dias ou de acordo com a gravidade da situação, os antibióticos sitados acima são recomendados durante o período de amamentação, pois são mínimas as quantidades liberadas no leite e não causam dano ao bebê.

Caso não ocorra melhora do caso em 48/72 horas retorne ao médico para que seja feito exames mais profundos para descartar a presença de abcesso.

Remédio caseiro para mastite

remedio caseiro para balsomo

  • – Bálsamo: esmague entre 3 folhas e separe o caldo, dissolva em meio copo(pequeno) com água e tome de 2/3 vezes ao dia, preferencialmente em jejum
  • – Calêndula e erva-doce: em 1 xícara com água dissolva 1 colher de calêndula e 1 colher de erva-doce, ferva por 5 minutos, deixe esfriar após com um pano ou algodão aplique sobre a mama afetada
  • – Massagem: faça massagens com movimentos circulares na mama afetada pala facilitar a descida do leite evitando que ocorra o empedramento

Prevenção

Para prevenir que isso ocorra com você, antes de passar o bebê para outra mama certifique-se que esta esteja totalmente vazia.

Ao notar que a mama está muito cheia e pesada faça a ordenha manual com auxílio de uma bombinha, procure fazer a higienização da mama antes de amamentar seu bebê e evite que seu bebê fique chupando a mama como chupeta sem fazer a retirada do leite.

Estas são atitudes que ajudarão você a prevenir esta infecção indesejada.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *