Gravidez de 6 semanas

Gravidez de 6 semanas

0 Comentário
Gestação

Gravidez semana a semana

No período de 6 semanas de gestação, é possível que mulher ainda tenha os primeiros sintomas de gravidez. A gestação é um momento especial na vida das mulheres, pois é um sentimento novo e incondicional que conhecerão através da maternidade.

Porém todo o amor e carinho que está crescendo dia após dia, vem acompanhado de certas preocupações, então explicaremos um pouco sobre a gravidez semana a semana e sobre essa fase da gestação que é tão crucial para a mãe e para o bebê.

Neste período da gravidez de 6 semanas, as células começam a se separar e ele já começa a tomar formato de um bebê, com uma cabeça grande, destacam-se os pontos onde serão os olhos, começando a formar o nariz

Na 6 semana de gravidez o peso do embrião é de 1 g, seu tamanho é de 4 mm e seu formato é como se fosse de um C. Nesta semana da gestação é possível detectar atividade elétrica no cérebro, atividade considerada primitiva, isto é, ainda não tem pensamento consciente.

feto 6 semanas

Com 6 semanas de gestação o coração começa a se desenvolver e a bater em ritmo regular, bombeando sangue para todo seu corpo. As cavidades que vai dar origem ao rosto e ao pescoço estão se formando. Torna-se visível a formação dos braços e da cauda.

Os traços dos pulmões, fígado, baço e pâncreas começam a aparecer, a membrana onde será a boca se rompe.

Alterações maternas

O corpo da mulher passa por várias alterações para adaptar-se a gestação, estas mudanças são fundamentais
para acompanhar o crescimento do feto, neste período o risco de aborto diminui.

Alterações fisiológicas

  • – Alteração do volume uterino
  • – Alterações hormonais e metabólicas
  • – Alterações bioquímicas e anatômicas
  • – alterações nos ovários e trompas
  • – Alterações na região pélvica
  • – Alterações nas mamas
  • – Alterações na pele
  • – Alterações do sistema cardiovascular e linfático
  • – Alterações do sistema respiratório
  • – Alterações do sistema digestivo
  • – Alterações do sistema urinário
  • – Alterações do sistema endócrino

Aborto Espontâneo

O aborto espontâneo ou aborto natural é a interrupção da gestação, podendo acontecer no início da gestação, durante as primeiras 16 semanas.
As causas do aborto não podem ser explicadas de forma exata, podendo ser por formação cromossômica ou pela má formação do feto.

Entre as causas de aborto estão relacionadas certas doenças como:

  • – Infecção uterina
  • – Diabetes
  • – Uso exagerado cigarro, álcool e drogas
  • – Quedas

Sintomas do aborto

O sintoma de aborto é o sangramento vaginal, que pode se apresentar em pequena ou em grande quantidade. Como sinal de aborto está presente também cãibra abdominal, secreção vaginal sem cor, o que indica que a bolsa se rompeu

Diagnóstico de aborto

No exame médico ele vai examinar a paciente e verificar o tamanho uterino e condições cérvix. Um exame de ultrassom poderá ser realizado para verificar se há caso de gravidez ectópica, que é a gravidez que se desenvolve nas trompas.

Tratamento para o aborto

Se a paciente apresentar ameaça de aborto com pequena quantidade de sengue, ha como salvar a gestação, mas desde que não apresente dilatação do cérvix.

Com 6 semanas de gestação recomenda-se repouso por pelo menos 3 dias. O aborto ocorre devido ao não fechamento da cérvix, mas com remédios administrados é possível fazer com que o útero relaxe.
Havendo a morte do feto o médico poderá pedir para que seja feito um D&C ou induzir o trabalho de parto para que seja expelido o feto e a placenta.

Tags:, ,

Deixe seu Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *