Corrimento vaginal na gravidez é normal?

Corrimento vaginal na gravidez é normal?

0 Comentário
Gestação, Saúde, Saúde Feminina

È comum aparecer corrimento vaginal durante a gravidez por conta das alterações hormonais, porem é necessário ficar atenta pois ele pode oferecer riscos a saúde.

Há uma diferença entre secreção e corrimento. A secreção aumenta durante a gravidez e possui uma cor esbranquiçada que não causa irritação no aparelho vaginal.

O corrimento aparece por consequência da infecção por fungos ou bactérias e causam coceira e pode ter cor semelhante a nata do leite ou amarelada.

O corrimento mais comum entre as gestantes é chamado de Vaginose Bacteriana, esta infecção é uma alteração na flora vaginal, por isso não é considerada uma DST.

Entre suas caraterísticas estão o cheiro forte, semelhante a peixe cru de aspecto amarelado ele merece uma atenção especial. Se o corrimento for claro, com aspecto gelatinoso ou leitoso e sem cheio fique tranquila,pois este não fará mal nem a você nem ao bebê.

Já outros corrimentos com coloração marrom, amarela, verde, acinzentada ou escura, mal cheirosa, com coceira ardência ao urinar ou na relação sexual, entre outros sintomas podem colocar a saúde dos dois em risco.

Tipos de corrimento:

– corrimento marrom: parecido com uma borra de café é o que mais preocupa na gravidez, mas se ocorrer no fim da gestação significa perda sanguínea. Se for marrom claro de aspecto viscoso com fios de sangue, pode ser o tampão mucoso que se soltou, isto significa que a chegada do bebê esta próxima.

– corrimento branco ou esbranquiçado: o corrimento mais comum entre as gravidas, com aparência de leite coalhado, sem cheiro e pode ou não causar coceira. Acontece devido a baixa no sistema imunológico.

– corrimento amarelado: com cheiro de peixe cru pode ser causado por uso de medicamentos recomendados para gravidas, se não for tratado pode antecipar o parto, romper a bolsa ou causar infecção pós parto.

Para evitar o corrimento anormal tenha um boa higiene intima, não lave a região com duchas mesmo depois das relações sexuais, reforce a alimentação com frutas, legumes, cereais, grãos e carnes magras.

Caso tenha mais duvidas converse com seu ginecologista.

Tags:, , ,

Deixe seu Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *