A importância do acido fólico na gestação

A importância do acido fólico na gestação

0 Comentário
Gestação

O ácido fólico é muito importante para a saúde da gestante e do bebê, este complemento deve ser tomado por uma série motivos.
O ácido fólico ajuda a prevenir doenças do tubo neural no bebê, como a espinha bífida (quando a medula espinhal não se fecha por completo), e do cérebro, como a anencefalia. Os defeitos do tubo neural acontecem durante o estágio inicial de desenvolvimento, muitas vezes antes até que as mães saibam que estão grávidas.
Uma pesquisa feita nos EUA comprova que mulheres que começaram a tomar a dose diária recomendada no período de 1 mês antes de engravidar , reduziram os riscos de o bebê ter problemas do tubo neural de 50 a 70 por cento.

O corpo precisa de ácido fólico para produção de glóbulos vermelhos, prevenindo a anemia. A falta de fosfato na alimentação pode levar a um tipo de anemia conhecido como anemia por deficiência de folato, cujos sintomas, como cansaço e fraqueza, são semelhantes aos da anemia por deficiência de ferro e riscos como a pré eclampsia também podem ser evitados.
Assim que a gravidez é confirmada o médico já prescreve o suplemento de ácido fólico.

acido folico brocolis

Qual é a dose certa durante a gravidez?
A dose recomendada geralmente é de 400 mcg de ácido fólico no primeiro trimestre de gestação, você encontrará em farmácias comprimidos de 2 mg e de 5 mg que ultrapassam muito a dose recomendada por dia.
Quando você chegar ao segundo trimestre não será mais necessário o uso do suplemento.
Mulheres que tiveram um filho com algum defeito no tubo neural têm maior risco de gerar outras crianças com o mesmo problema. Se for o seu caso, o médico irá prescrever uma dose bem maior de ácido fólico — até 5 mg — um mês antes de você tentar engravidar e a manterá tomando o suplemento durante o primeiro trimestre.
Os obstetras também costumam recomendar doses mais altas de ácido fólico para mulheres que tomam certos tipos de medicamento, como anticonvulsivantes para epilepsia. Outro grupo que parece correr mais riscos é o das mulheres obesas, que também recebem doses mais altas de ácido fólico, começando desde antes de engravidar, mas sempre sob supervisão médica.

germen de trigo

Alimentos que contém ácido fólico
Podemos encontrar ácido em alguns alimentos, mas o nosso coro absorve mais rápido a vitamina em comprimidos.
Podemos encontrar ácido fólico nas verduras escuras como a couve, brócolis, espinafre, escarola, encontramos também em batata grande, feijões de vários tipos, lentilha, ervilha, gemem de trigo, aspargo, frutas cítricas, ovo cozido, salmão e carne vermelha.

Tags:,

Deixe seu Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *